Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NO SILÊNCIO DE UMA BORBOLETA....

9- NO SILÊNCIO DE UMA BORBOLETA.
 
...E Deus compôs essa poesia cálida:
Fez o seu verso se vestir de seda...
adormecer enquanto Ele cantava,
lindo acalanto de alento verde...
Dormia ninfa e acordou crisálida.
 
Numa estrofe de acalentamento,
um doce afago ao soprar-lhe asas,
e as pintou com todas as matizes,
tons,  sub tons das cores mais básicas,
todas nuances de um arco íris!
 
E terminada do poema a etapa,
suavemente retirou-lhe a capa!
 
Veio à luz, o verso Criador,
que ressurgiu embelezando a terra
com seus desenhos, vôo multicor,
trazem a poesia, que ele encerra!
 
Verso rainha de sua espécie,
supera a todos em seu borborema...
vaga encantos, com suavidade....
E no silêncio de uma borboleta
o Criador doou ao Ser poeta
toda magia, deste seu poema.

Maria Mercedes Paiva
 
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
 
Maria Mercedes Paiva Paiva
Enviado por Maria Mercedes Paiva Paiva em 26/01/2005
Código do texto: T2504
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Mercedes Paiva Paiva
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
76 textos (4368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 05:43)