Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INCONFESSO.

15-INCONFESSO...
 
Você desconhece o meu amor
(o quanto intenso),
Pois aprendi subterfúgios...
aprimorei evasivas...
tergiverso para a sombra dos meus sonhos
e de lá o chamo, nas entrelinhas dos meus versos!
 
Você, que me fala as frases de amor mais belas...
com quem vivo momentos de paixão, tão louca!..
Jamais ouviu da minha boca,
falar dos sentimentos, que deliro...
Acalentamento de flagelo...
abstenção em que me alucino !
 
A você, por quem eu peno,
(pelo que não sabe, porque não confesso)
num grande esforço com você converso,
respondo coisas,... falo amenidades...
forjo encontros e casualidades
e muitas vezes só ganho um aceno...
 
Você, que tanto fala de sua crença,
que tanto luta por sublimação,
no afã de promover o próprio espírito,
ao crescimento, à evolução...
 
A você, a quem só faço amar
e  o faço como quem peca!..
Pois quando o vejo,
todo desejo em mim se desatina,
me alucina por ganhar seus beijos,
e imaginá-los, me parece incesto!
 
Quando você orar,
em sua prece risonha
pede a Deus por alguém que desconhece...
pede ao Pai por quem padece...
por alguém que só vive, porque sonha!..

Maria Mercedes Paiva
 
;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
   
 
   
Maria Mercedes Paiva Paiva
Enviado por Maria Mercedes Paiva Paiva em 26/01/2005
Código do texto: T2512
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Mercedes Paiva Paiva
São Paulo - São Paulo - Brasil, 65 anos
76 textos (4368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 04:01)