Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desejos


 
 
Teus olhos me incendeiam
devorando os pensamentos meus
enquanto me aproximo vagarosamente
Não dou conta dos elementos que nos rodeiam
tal o rebuliço que me causam os olhos teus
aquecendo meu corpo indolente
 
Minha alma junta-se a tua
entrelaçada nos espaços do querer
que ocupam toda minha emoção
teu olhar reluz o brilhar da Lua
cintilando até aonde eu posso ver
o desejo que alimenta a paixão
 
E como por encanto se faz dia
noite clara ensolarada e sem luar
onde estrelas se escondem atrás do sol
Entre nós, quase uma agonia
na ânsia de podermos saciar
desejos que nos calam a própria voz
 
Mar revolto indo e vindo sem cessar
movimento secular de agitação
que compulsivo arrebata a vontade
Nossos corpos não conseguem mais parar
Um toque delicioso... E a explosão
suspende enfim, a temporalidade
 
O céu abre-se tal qual uma janela
expondo para o mundo a claridade
numa necessidade de nos abrigar
A Lua, silenciosa como sentinela
reverencia a singularidade
que se deu no momento de te amar...
 
 
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 28/09/2006
Código do texto: T251424
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215216 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:11)
Priscila de Loureiro Coelho