Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA DA BUSCA ETERNA

Meus olhos vêem versos
Que da boca teimam
Em não sair.

Tento aprisioná-los em fotografia
Para que se tornem eternos;
Tento transformar a poesia solta
Em visível, colar o Belo
Na matéria, encontrar o vértice
Entre o concreto e o abstrato,
Achar a ponte entre a carne e a alma, ligando-as
Entre a ponta do grafite e o papel...

Desejo unir a aurora e o lusco-fusco
Numa única página,
Quero apalpar a Poesia, sem permitir que ela escape
Por entre meus longos dedos pálidos,

Mas Ela, a Poesia, continua lá,
Insistindo em ser livre
E não reagindo com as pautas
De meu caderno...

Eis a feliz sina do Poeta:
Passar a vida tentando,
Em sua Busca Eterna,
Tocar as Belas Coisas
Para que Elas permaneçam intocáveis.

Recife, Madrugada de 28/09/06
Samantha Medina
Enviado por Samantha Medina em 28/09/2006
Reeditado em 02/10/2006
Código do texto: T251526

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Samantha Medina
Recife - Pernambuco - Brasil, 30 anos
120 textos (21409 leituras)
1 e-livros (40 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:31)
Samantha Medina