Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eleições

Busca-se o Poder.
Que são podres, como disse Caetano.
Ano após ano, repete-se esse querer insano,
aflora a vontade, a rapacidade, o desejo inumano.
Poderes são podres; tal qual quem os quer.

Buscam-no para locupletar-se, ou para esquecer os fracassos pessoais;
as mediocridades intelectuais, ou desconfortos anatômicos ou hormonais.
Iludem-se (nos) que defendem o Povo, as questões sociais.
Porém, em certos casos, não se duvida nem se os crimes foram passionais. 

Poderes são sujos. Mandar e obedecer.
Há regras, off course, para se conviver.
Há quem acredite. É preciso, dizem, para se viver.

Poder é estupro, invasão e roubo.
Estupra-se as consciências dos que se negam a brincar de bobo.
Invade-se o território, a liberdade e a dignidade de outrem.
Rouba-se ao aceitar propinas (e dizem que a “Viúva” não é de ninguém). 

E agora, quando já se avizinha a “Festa Cívica da Democracia”
é quando mais ocorre a afronta, a triste ironia, 
o insulto, a  zombaria: 

Chovem promessas como choveu rãs no Egito:
. . . eu, se eleito, ressuscitarei Cristo. banirei Mefisto.
O médico será gratuito e o remédio, a escola e o mata-mosquito. 
Tudo será gratuito . . .

Mas se tudo é pago com os impostos, por que você diz "gratuito"? 
Não sei se é por má intenção? Figura de retórica? Mas soa tão esquisito.
Ou é culpa do Marketeiro que lhe mandou falar só o que está escrito?

Imaginam-se espertos. Alguns, bem intencionados. Outros, superiores.
Contudo, algo, de fato, os une: são vazios em seus interiores. 

Quer-se um empregado e o tipo se julga Patrão.
Ou, então,  posa como se fosse um Salvador.
Belo poltrão! 

Pergunto-lhe: Salvador de quê?
Dispensamos o teu falso sacrifício.  A Nação é muito maior que você.

Será que lhes falta perspicácia, caráter? Tenham dó.
Candidatos escutem: vocês procuram um emprego. É só. 

Talvez o contratemos. Dar-lhe-emos um serviço.
Pagaremos o salário que custeará o teu vicio.
Entenderam? É simples assim.
Ou preferem que desenhemos com tinta nanquim? 

Senhoras e Senhores patrões,
no próximo domingo haverá eleições.
Por favor, cuidem para não contratar ladrões. 

Fabio Renato Villela
Enviado por Fabio Renato Villela em 28/09/2006
Reeditado em 29/09/2006
Código do texto: T251545
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.recantodasletras.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Fabio Renato Villela
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
1758 textos (328250 leituras)
1 áudios (27 audições)
4 e-livros (4090 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:58)
Fabio Renato Villela

Site do Escritor