Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PORRALOUCURA

chamem-me
de auto-suficiente, suicida,
esquizofrênico, velho, inútil, jovem,
puto ao ser senhor do enésimo produto
[absoluto]
pela total inutilidade do analista!

a loucura em mim
[instalada]
desiste das lentes com  fundos-de-garrafa,
enxerga, sem exames, o interior
tão confuso
pertencido à mim por direito!

independente,
ao surgir mais uma entre tantas soluções do problema,
a minha inconsciência há de se curar
[sem convivência]
com quem sabe dividir a fala sem máscaras
das diferentes respostas,
indisposto
com aquele débil esdrúxulo mental
que pensa conhecer
o humano que há no ser.

e por conhecer – só – um pouco de mim,
pressinto
que a poesia cura
qualquer porraloucura!

Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 28/09/2006
Código do texto: T251866
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19520 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:42)
Djalma Filho