Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
PAISAGEM DO CAOS

Abro a janela
e Hyeronimus Bosch me apresenta
um mundo de sofrimento
que parece pintura
mas é realidade.

Os jornais vomitam
as torturas e dores do dia-a-dia
como um pesadelo
que domina as mentes
sem salvação.

Seres bizarros surgem
e talvez sejam apenas os monstros
do próprio homem
cobrando o preço
da vida e da morte.

No caos possível
anjos vingadores vêm redimir
o que não tem mais
qualquer redenção
além do quadro

Quase posso ouvir os sons
deste mundo que penetra a fantasia
do pintor de ontem,
a TV feito um antigo
circo de horrores.

Meus medos gritam
quando, enfim, o pesadelo termina
- e a janela fechada
prova que o delírio
só existiu dentro de mim.

Sofro, mas sei que em outra
página de Hyeronimus Bosch vive
o Jardim das Delícias
- como um sopro de Deus -
talvez um sonho bom ... 

(Direitos reservados ao autor. Publicado no blog do autor)
William Mendonça
Enviado por William Mendonça em 29/09/2006
Código do texto: T252612
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
William Mendonça
Tanguá - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
279 textos (55642 leituras)
16 áudios (7515 audições)
11 e-livros (33261 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:44)
William Mendonça

Site do Escritor