Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



uma alma débil em palavras 

a querência circula no sangue 

e deságua na fonte da tempestade 


há gana constante 

como se o sol explodisse 

em cores, como se horizonte 

exalasse a sândalos 


há palavra faminta e 

profunda; raiz de significação 

rasgando setembro e as mãos 

desfolhando versos 

enquanto à noite 

procura seus braços.... 


ainda há debilidade: 

diz meu nome 

num vício de arte, 

desferindo-me adentro 

inteira....
marcia eduarda
Enviado por marcia eduarda em 29/09/2006
Reeditado em 29/09/2006
Código do texto: T252626

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (márcia eduarda®). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
marcia eduarda
São Paulo - São Paulo - Brasil
534 textos (16560 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:54)
marcia eduarda