Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMOR DOÍDO

Este amor doído que trago no meu peito
Deste coração transpassado pela espada
Tão frágil, tal qual uma taça estilhaçada
Traído, marcado pela dor deste jeito

Coração maltratado, que a dor dilacera
Fragmentos de prazer das doces alegrias
Das venturas que saboreadas nos bons dias
Busca na luta para a vida, esta quimera

Ao compasso deste acorde, deste meu canto
Misturado ao som deste doloroso pranto
Com a lágrima quente a rolar pela face

Com a alma entregue ao desespero e desventura
Com este meu amor doído pela censura
No tempo marcando, que um sorriso disfarce
Renate Emanuele
Enviado por Renate Emanuele em 18/06/2005
Código do texto: T25391
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renate Emanuele
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
136 textos (10572 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:56)
Renate Emanuele