Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CRIAÇÃO

Os pensamentos são buliçosos,
paixões e desejos eles acendem;
farpas de rimas os ares fendem,
saídas dos meus lábios sequiosos.

É o prazer que se anuncia,
o gozo que prenuncia
a  sagrada  fecundação
da idéia e alma em união.

Como corpos colados elas tremem,
fibras, células e poros gemem,
A seiva bendita fertiliza o prado
de onde brotará a pura semente
que vate cantará eternamente.

O parto é sofrido, dolorido,
mas o fruto do prazer é mágico,
indefinida é a sua sorte,
carrega consigo amor e morte,
partida, volta, o belo e o trágico.

Oh poema! Filho mui amado
em minhas entranhas  gerado,
nasceste da abençoada união
da inspiração e do coração.

És minha criança tão desejada,
a flor na paz, na guerra a espada.
Cada lágrima minha formou teu verso,
meu grito de liberdade no universo.

17/06/05.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 18/06/2005
Código do texto: T25564

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343267 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:30)
Maria Hilda de Jesus Alão