Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VOU OLHAR PARA O ESCURO

VOU OLHAR PARA O ESCURO
Delasnieve Daspet

Adeus, lua!
Branca lua que prateia minha vida,
Adeus!
 
Andei contigo em pradarias,
Dormi ao relento,
Vimos juntas o vento
Que fustigava a saudade,
És fiel companheira!
 
Tantos segredos compartilhamos.
Tantas promessas não cumpridas.
Sonhos natimortos
Ainda cheios de vida!
 
É chegada a minha hora.
Vou-me sem medo que me abandones.
O importante é que juntas
Nos refazemos em encantos e seduçoes.
 
Vou-me, Lua!
Vou-me ao encontro da vida,
Mas continuarei te fazendo poesia
Tentarei deixar-me livre para o mundo,
Buscarei a minha identidade
No perfume das flores,
Na brisa leve que passa,
Nos passaros que volitam no alvorecer!
 
Estou indo, levo a viola amiga
Que tantos versos te fez.
Levo minhas  canções,
Quiça em outras terras
Eu cante outra vez!
 
Vou indo,
Triste e taciturna,
Por te deixar minh'alma lua
Em busca de outro viver...
Vou à procura
Dos néctar  das flores,
Abelha em busca do mel.
 
Vou ao encontro da luz azulada,
Do por de sol doirado,
No horizonte que se encontra
Nos braços da terra nua,
E sugar no  verde orvalho da manhã
As lágrimas de meu querer!
 
Sim, minha Lua,
Vou olhar para o escuro,
Com as pálpebras semicerradas
Como frestas na janela
Para te ver e as estrelas!
 
Andarei até alquebrar-me!
Mas um dia voltarei.
E quando voltar,
Sem tréguas nem fracasso,
Já terei palmilhado a estrada,
Eliminado o medo e o cansaço,
Outra vez - pronta a sonhar!
##
 20-08-2001 Campo Grande MS

Delasnieve Daspet
Enviado por Delasnieve Daspet em 03/10/2006
Código do texto: T255646
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delasnieve Daspet
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
654 textos (28512 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:31)
Delasnieve Daspet