Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CLARIVIDÊNCIA


Euna Britto de Oliveira
www.euna.com.br


Meço as distâncias e a força.
Gostaria de ser vidente,
Mas não sou.
Na verdade, eu o sou,
Mas apenas um pouquinho!...
Um
Pouquinho
Só!
Melhor dizendo,
Clarividente!
Eu leio números,
Leio a casa descascada,
Leio as cascas desprezadas, das cigarras...
Não leio as linhas das mãos,
Mas leio os calos das mãos que trabalham...
Leio cara feia e cara bonita,
Leio desculpas,
Leio segundas-intenções mal disfarçadas;
Algumas vezes, leio má-fé.
Leio fome de alimento no corpo físico,
E fome de amor, no coração e na alma...
Leio fidelidade nos homens fiéis;
Leio ágios,
Pedágios,
Presságios;
Leio cartas dos amigos,
Mas não leio as do baralho.
Leio e-mails, revistas, jornais...
Leio uns sempres e uns jamais...
Leio fogo de lenha seca
E fumaça de lenha verde molhada...
Leio perigo na encruzilhada,
Leio a dor na face da mãe que vê faca pra o filho apontada!
Leio amor em cada noite estrelada!...

Eu levo a crise da criatura inacabada...
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 04/10/2006
Código do texto: T256054
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34674 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:58)
Euna Britto de Oliveira