Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Verde ou Vermelho!

No encontro da luz com a solidão
Vaso que se quebra com as cheias,
Escapulário que afoga neutras mágoas,
Paredes se descascam feito virgens ocultas,
Textos frescos para frutas secas,
Desordem na forma que esclarece,
Todo o vento nesta tarde quente,
A janela que olha a janela alheia,
Cheiros de sexo pairando alucinados,
Em qual coxa para subestimar o passado?
Cava o pé na Ilha, seja um novo Jardim,
A pele mais macia para tocar com a língua,
Todos os beijos que a boca pedir,
Das pedras atiradas, dores & marcas,
Que as ondas se encarregam de cicatrizar,
Já se perdeu muito tempo, muitas desculpas,
Se não há vagas todos os dias, que seja...
Sempre que a vontade falar mais forte,
Salada mais que perfeita, veja bem,
Depende do tempero, dos sabores, enfim...
De saber se é frustração ou êxtase,
Ficar em cima do muro nem sempre é possível!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 04/10/2006
Reeditado em 02/08/2008
Código do texto: T256101
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120253 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:00)
Peixão