Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Todos os dias, diferentes!

Pira atômica, piracema alvacenta, válida,
Atávica situação no olhar cínico,
Bons costumes entre a inveja & o desejo,
Todos os medos de ficar falando sozinho,
Lúdica é a esperança, janela aberta, Sol,
Rola feito bife na chapa, camas vazias,
Tempo passante, passa pela porta cortante,
Tudo aquilo que pia, sobras de roupas pelo chão,
Gozo solitário de alma invadida na cartáse,
Um passo pelo andar na avenida incontida,
Menina que lacrimeja os olhos, ar sofrida,
Acordes de um blues para chorar por inteira,
Vejo de passagem, palavras invertidas, caos,
Esconde o que quer por medo de magoar,
Ninguém vai sair investigando, tudo instiga,
Bons momentos com um sorriso na face,
Tire as amarras, solte as vestes, toda nua,
O lindo silêncio de um beijo bem dado,
Pedras nas janelas sempre existiram,
Nem todos entendem liberdade & paixão,
Os prazeres da carne de cada coração,
Viver é mais gostoso quando feito com tesão!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 04/10/2006
Reeditado em 18/10/2006
Código do texto: T256102
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120254 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:25)
Peixão