Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pra nunca mais chorar


Dorme amarrotada no peito
Uma esperança frágil
Do amanhã sereno
Da febre dos dias azuis
Me levanto da cadeira mais cansada
Fecho muitas  portas pesadas
Caminho sob um sol inclemente
Desnorteada, ridiculamente trôpega
 
Que ali adiante eu amarre meus ais
Reserve leitos macios para ossos aparentes
Sem cortinas revirando brisas
E sem jutas aparadoras de olhares fúteis
Para que eu volte no mesmo vagão que vim
Embrulhada em sonhos praguejados
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 04/10/2006
Código do texto: T256200

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55636 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:08)
Angélica Teresa Almstadter