Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JANELA


Euna Britto de Oliveira
www.euna.com.br



Molhei o vento com o suor do meu rosto,
andando, de férias, na praia.
Belisquei a fruta, sem fome.
Na palma da mão,
a tatuagem de um barco sem timão,
de um raio sem trovão,
a universal letra M,
a inicial de milhões de nomes,
não do meu, nem do seu.

Viajo nessa Internet gratuita
que me conecta ao universo
e vai liberando versos...
Adoto uma estrela,
dou-lhe carinho,
lustro suas pontas,
pisco o olho para ela,
elogio, porque é amarela,
mas não pergunto a idade dela,
pois sei que é mulher!
E velha...
Mas brilha!
E vela!...
Depois, coloco lá em cima
um sentimento não abortado,
crescido, criado,
autêntico, não caiado,
impossível de ficar comigo...
Vai, sentimento,
fica morando naquela estrela!

Um suco de maracujá me adormece
e, no sonho,
vou visitar minha estrela.
Já tomou seu banho de sol,
minha sentinela...
Meu sentimento está com ela,
lá em cima,
como uma criança que não quer ser vista,
e oculta só o rosto atrás de uma coluna,
julgando-se inteira escondida!
Meu sentimento está brincando de esconder,
logo onde todo mundo vê!
Na ponta que aponta o que seria
minha maior felicidade!...
Mas não pode!
Sublimação...
Sublime ação!
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 05/10/2006
Código do texto: T256596
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34684 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:30)
Euna Britto de Oliveira