Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MAMAE

Neste dia especial
Queríamos te dar algo diferente.
Mas, algo que não fosse igual
Ao amor que te damos diariamente.
Mas, como somos pequenas
E não podemos comprar
Pedimos que o papai
Viesse nos ajudar.
Mas ele estava triste
Parecia preocupado
Devia ser algo sério
Pois estava muito chateado.
Aos poucos, fomos nos chegando
Como nosso jeito de criança.
Ao nós ver, deu um sorriso
Pareceu encher-se de esperança.
Fizemos, então, nosso pedido,
Até  parece que não tinha entendido
Mas, entre uma troca de chupetas,
Reparamos que ele havia sumido.
Retornou com papel e caneta
E começou a escrever.
Parecia ser algo bonito
Mas, nós, não conseguimos entender.

Ansiosas, não o perdia-mos de vista,
Nem enquanto tomava-mos nossa mamada
Afinal, o que ele estava fazendo
Era para você...sua amada !
Depois de algum tempo
E de muito rabiscar
Ele, em fim parou.
E reparamos...Estava a chorar!
Mas não eram lágrimas de tristeza...
Era um choro de emoção...
E, ao chorar, ele, sorria,
Uma alegria acanhada, mas que vinha do coração.
Reparamos, então, que estava pronta
Um linda poesia.
Para nos, pareciam riscos na parede!
Mas, tinham mais alegria.
Ele, então, olhou para nós
E começou a ler...
Ficamos quietinhas,
Deu, quase, para entender.
Nós duas até gostamos
De tudo o que ele havia escrito,
Afinal, é um poeta
E só escreve o que é bonito.

                       FELIZ DIA DAS MÃES.
                           Ass.  DUDA & GABI
   Jaboatão dos Guararapes, 09 de maio de 1999
Apenas um Poeta
Enviado por Apenas um Poeta em 18/06/2005
Código do texto: T25664

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Apenas um Poeta
Angola, 43 anos
139 textos (17314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:19)
Apenas um Poeta