Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentimentos virginais

Não quero mais abrigo
Mas um meio-fio para sentar
Quando a vontade de se esquivar
Tiver a luminescência da noite.

E nesse instante de fuga
Pairar sobre os aventais da cama
Ou no tapete da minha retidão
Estentida, não mais serena.

O único bom-senso que ainda quero
É saber administrar muitos daqueles
Que também me administram entre muitas.

E deixar chover não só a lama
Mas de baixo pra cima na piscina
Porque com isso me ponho ao contrário
Inicialmente.

E o que eu quero eu não quero mais
Porque não sou eu que respondo
São minhas independências
Pseudonaturais e humanas.

Quero ser ainda mundana,
Mesmo que eu não ame a humanidade.
De amar eu já estou farta
Quero sentir tudo de ponta-cabeça

Leve e despreocupada.
Maria Clara Dunck
Enviado por Maria Clara Dunck em 05/10/2006
Código do texto: T257066

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Clara Dunck
Goiânia - Goiás - Brasil, 30 anos
73 textos (4623 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:25)
Maria Clara Dunck