Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PIPOCO DO TROVÀO I

(Para Roberta Carneiro)

A cada dia que se passa
Por este mundo virtual,
Acabo por perceber, em ti,
Muita coisa especial

Tens carências... Espaços vazios...
Algo que, para o Mundo, queres esconder,
Mas que, ao olhar de um Poeta.
É muito fácil perceber.

A alegria que tu emites
Às vezes, é desmentida pelo teu olhar...
Até parece que existe uma ferida
Que esta difícil de cicatrizar.

Vá em frente... Vá a luta...
Pois a vida e repleta de batalhas.
Hoje s ganha, amanhã se perde...
Hoje se come o pão e amanhã apenas migalhas.

Você tem uma alma pura,
Como uma criança sem maldade...
E, além de terem muitos amigos,
Já conquistaste tua liberdade.

Dê uma guinada em sua vida,
Mas, sempre, com os pés no chão.
Pois, como diz uma certa gíria.
Você é o “Pipoco do Trovão”
Apenas um Poeta
Enviado por Apenas um Poeta em 18/06/2005
Código do texto: T25746

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Apenas um Poeta
Angola, 44 anos
139 textos (17709 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/17 20:04)
Apenas um Poeta