Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSÔNIA

O sono não se fez presente, e agora?
o que faço se ele foi embora?
adormecer entre meus escritos
ou ficar acordado pensando em você?
Insurjo-me com versos restritos,
lidos em outras páginas,
parecendo flores que chamam o beijo do beija flor,
Analiso todo instante,
focalizo,
minha lente pode ser difusa,
o foco do fato pode estar distante,
mas não é nada confusa,
existe algo mais do lado de lá,
lado que ta virado,
virado pra lá, centro talvez,
sudoeste diria,
há cheiro de fumaça no ar,
existem dois copos naquela mesa do bar,
líquido sorvido, desejo bebido;
Bar Decepção!
É luz, espetáculo, ação,
é a evidente ansiedade
cristalinamente revelada na emoção,
é a evidência do ponto X,
então seja firme na declaração
com liberdade na seguinte mensagem:

“no seu chão redesenhei-me, refiz
o texto final,a minha sentença,
meu coração está em outra freqüência,
assumo a (in)conseqüência,
não quero mais sua presença,
sintonizo as ondas do lado de lá,
há outro amor além túnel, e eu o quero pra cá,
você foi, ficou, agora é o depois
não haverá amanhã pra nós dois."

Olha o que você fez
agora o sono foi de vez!

ANDRADE JORGE
26/09/06


ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 06/10/2006
Código do texto: T257544

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90007 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:25)
ANDRADE JORGE