Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O choro da lua


E assim caminha silenciosa
no átrio do medo e da solidão,
a lua que triste espera
a aurora do dia,
a vinda do sol.

Suas lágrimas descem dos olhos,
para a terra serenar,
suas mãos tremem de angústia,
por ver o tempo passar
e a noite onde navega,
nunca, nunca se findar.

Por que o dia não chega?
Por que o sol não surge de lá?
Estará a lua condenada
a viver para sempre
jogada ao léu?
A noite se faz no dia
e cobre tudo como um véu.
 
A tristeza tira a alegria,
de lutar pelo seu céu.
A dor já derruba a alma
e a corrói como fel.
Maria
Enviado por Maria em 07/10/2006
Reeditado em 07/10/2006
Código do texto: T258158
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4553 textos (186016 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 06:00)
Maria

Site do Escritor