Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O por aí

Sou tão sem fundamento
Um cara qualquer
Sou eu, lamento.
A deriva, aonde der.
Sou tão nada a ver
Sei lá! Sem noção
Nascido para perder
Grande qual anão
Sou tão um por aí
Nem sei para aonde vou
Nem sei de onde saí
Que dirá para aonde vou!
Mas, diga-se, vivo.
Fingindo a sorrir
Eu diria que sobrevivo
Até quando eu sumir

19/01/2003
Manoel Aguiar
Enviado por Manoel Aguiar em 07/10/2006
Código do texto: T258644
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel Aguiar
Praia Grande - São Paulo - Brasil, 29 anos
21 textos (361 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:15)
Manoel Aguiar