Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A maldição de Medusa

O olhar das víboras comem-te
E sibilam as notas da morte
Endurece o imago dos sentimentos
E desmembra doces momentos

O toque dormente jaz na pele
Minha lápide onde está mole
A matéria rosada da minha alma
Que veio da primeva lama

E tornará sem vida meu amor
Com minhas preces feitas para o vento
E sussurro uma canção com lamento:

Com afinco e com ardor
Com toque, frágil, se quebra
Meu coração transformado em pedra
Fabio Melo
Enviado por Fabio Melo em 07/10/2006
Reeditado em 07/10/2006
Código do texto: T258977

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Melo
Santo André - São Paulo - Brasil, 32 anos
799 textos (255447 leituras)
6 áudios (1607 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:15)
Fabio Melo