Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ECO - LIX

Há braços, confesso, em ebulição
Sinais de fumaça e traças fiéis
Há veias incandescentes,
Olhares fluorescentes e portos inexplorados.
Risos contidos e cantos calados
Na mistura, criatura e criação
Nos colos de sobra,
Nas dobras do solo, na palma da mão.

Há laços e amores e abraços,
Litígio e consolação
Há rompantes de fúria e fugas,
Tremores incontrolados,
Cometas em rota de colisão
Nas rugas, nas praças,
Nos campos, nas particularidades das raças,
No fundo, mais fundo, da imensidão.

Há um eu, febril, divertido,
Um eu, de mim, por mim colorido
No espaço e tempo, na vastidão
Vez esboço, giz-de-cera, vez óleo sobre tela
Na gota da vela, no estribo, na sela
Clareira, aberta à força, na escuridão.


Gustavo Schramm
Enviado por Gustavo Schramm em 08/10/2006
Reeditado em 04/02/2007
Código do texto: T259496

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Schramm
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 36 anos
88 textos (4350 leituras)
7 áudios (676 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:22)
Gustavo Schramm