Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apenas Ecos!

Tramela taloco, Íbis com olho de cera,
Ilhéus fazem a conta, grande onde a vir,
Netuno pede para as forjas novo amuleto,
Na centelha, pregos & talhas preparadas,
Cunham tantas toras, revolvem com mais betume,
Na xícara, maçã & canela bem quente,
Barqueiro impaciente com a ampliação,
Últimos dias de frio por muito tempo agora...

Panela & ferrugem, noites bem esfumaçadas,
Parcas preparam a definitiva corrida,
O velar do céu pelo Sol, pura abstração,
Corpos perdidos quando a água partir,
Sobras de memórias, papel em volume,
Revirando a city em escombros, ver abrigo,
Tarefas inacabadas de um amor ausente,
Grama invadindo na larga todas as calçadas...

Em cada lugar que se bate, apenas ecos!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 09/10/2006
Código do texto: T259921
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:47)
Peixão