Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PELA LIBERTAÇÃO DA PALAVRA DOS LIVROS

Pela libertação das palavras dos livros
Que ganhem pernas e asas
Que ganhem as praças e olhos e mentes

Pelo fim do isolamento dos livros
em prateleiras vistosas, empoeiradas
Esquecidos nas bibliotecas particulares

Pelo fim das lombadas douradas
Como se livros fossem peças fixas
Mera decoração barata

Quero pincéis, tintas e poemas nos muros
e na expressão diária dos telejornais
Mais literatura nas novelas e menos celebridades

Quero poesia nos out-doors, nas praças
Em espaços fixos, em murais, em varais
E tribunas para todo mundo se expressar

Quero a palavra livre, solta,
andando a toa por ai, tomando de assalto
velhos, crianças, espertos e incautos

Quero literatura nas vilas, vielas, favelas
Em versos, em trovas, em prosa
O povo declamando vida pelos poros

Que o analfabeto conquiste a palavra
E a use como arma todo dia
Que o literato a lance a todos

E que o Brasil seja um país novo
e o poeta que fabrica seu biscoito fino literário
possa enfim saciar o povo

 
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 09/10/2006
Código do texto: T259975

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1075 textos (32933 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:16)