Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REVELAÇÃO AO SERVO JOÃO


Euna Britto de Oliveira
www.euna.com.br


“Eu, João, vosso irmão e companheiro nas tribulações, na realeza e na paciência em união com Jesus, estava na ilha de Patmos por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus.
Num domingo, fui arrebatado em êxtase, e ouvi, por trás de mim, voz forte como de trombeta, que dizia:
“ O que vês, escreve-o num livro e manda-o às sete igrejas: a Éfeso, a Esmirna, a Pérgamo, a Tiatira, a Sardes, a Filadélfia, e a Laodicéia”.
(Livro do Apocalipse - - v. 9 a 11 )

Éfeso
Esmirna
Pérgamo
Tiatira
Sardes
Filadélfia
Laodicéia
As sete igrejas da Ásia...

Passar pela Turquia fazia parte do plano
da Excursão da Transeuropa.
Classe média, pude viajar.
Não é exorbitante o preço de uma excursão à Turquia.
O primeiro passo para se chegar a uma nova terra
É o desejo de ir lá!
No meu caso,
Nunca antes cogitara em conhecer esse país.
Deus o desejou por mim!
Ele sabe de todas as coisas.
Sabia que eu ia adorar!...
E assim dispôs!

Visitamos a Turquia,
Que foi Grécia Antiga...
Impressionante Turquia,
Berço da Civilização!...
Sem falar em outras cidades turcas que não vêm ao caso,
Vi Éfeso e Pérgamo,
Passei por Esmirna...
As outras quatro, não as vi.
Cidades citadas na Bíblia,
Elas existem,
Os seus restos,
Ou ainda prósperas, com os seus rostos maquiados de modernidade...
Sentem-se os rastros daqueles que as habitaram...
Do fundo da História, olham-nos os olhos ciumentos
De seus ex-habitantes e de seus deuses depostos.
Tantos templos, faz tanto tempo!...
Em Éfeso, a Biblioteca de Celso – ruínas –
Livro nenhum.
Tem-se a idéia do que já foi!...
Há, ainda, as Termas
Para os banhos deliciosos das pessoas que podiam...

Nas construções e no calçamento das ruas,
Mármore branco, mármore e mais mármore!...
Colunas e mais colunas!!!...
Há uma marquinha no mármore do piso de uma rua,
Indicando aos homens chegantes,
Certamente pelo mar,
O caminho do prazer...
Tipo – um emblema,
O desenho reunindo um rosto de mulher
Um coração
E um pezinho na direção das mulheres...

Ainda em Éfeso, o anfiteatro
Em que Paulo foi preso, depois de ter sido entregue às autoridades locais
Por um fabricante de imagens pagãs...
A pregação de Paulo convertia o povo
E incomodava interesses locais;
Estava causando prejuízo ao comércio de imagens pagãs...

Em Pérgamo, hoje, Bérgama,
Impressionou-me o primeiro Hospital do mundo!
O Hospital em cuja entrada já houve a inscrição:
“AQUI A MORTE NÃO ENTRA.”
Mesmo suas ruínas são monumentais!...
Tudo que já existiu lá,
Todos que lá viveram!!!...

A Arqueologia me comove...
Mais que comove,
A Arqueologia me balança!...
Por analogia,
A leitura de João me promove!
Sua palavra me alcança!

--------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
O Apocalipse foi primeiramente escrito para os Cristãos que viviam em sete cidades na Ásia Menor (Apoc.1:4), no que atualmente é a Turquia. O livro foi escrito por João, o apóstolo de Jesus e discípulo amado, que teve visões na ilha de Patmos, no final do primeiro século D.C..Embora o livro fale sobre previsões do futuro, João também o escreveu para ajudar os cristãos que moravam nessas cidades. Conhecer mais sobre essas cidades pode ajudar a fazer as mensagens dos capítulos 1 a 3 do Apocalipse serem mais vívidas e aprendermos como era a vida em Corinto, Filipos e outros lugares que também são mencionados nas cartas de Paulo. Esse passeio pelas sete cidades tem como objetivo abrir as portas para uma viagem ao passado, tempo em que o livro do Apocalipse foi escrito.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Informações tiradas da internet:

As sete cidades da Ásia e suas sete igrejas...

Sardes
Sardes, ou Sárdis - correspondente ao moderno vilarejo turco de Sart, da província de Manisa, foi a capital do antigo reino da Lídia, depois a sede de um procônsul durante o Império Romano, em seguida capital da província da Lídia após as reformas administrativas de Diocleciano e durante o período bizantino.
A importância da cidade era devida ao seu poderio militar, à sua localização numa estrada importante, que ligava o Egeu ao interior, e ao vale fértil do Hermo.
Sardes é a destinatária de uma das cartas às igrejas do Livro do Apocalipse (Ap. 3:1-6).

Esmirna
Esmirna (em turco İzmir) é uma cidade da Turquia, na costa do mar Egeu. Tem cerca de 2,54 milhões de habitantes.
Hoje, Esmirna é a terceira maior cidade de Turquia, "a pérola do Egeu". É também considerada a cidade mais ocidentalizada da Turquia quanto a valores, ideologia, estilo de vida, e papéis de gênero.

Laodicéia
O vale de Lico, na Ásia Menor, tinha três cidades principais: Colossos, conhecida por suas fontes de água fria, Hierápolis, conhecida por suas fontes de águas termais, e Laodicéia, conhecida por sua igreja morna, que causou enjôo no seu Senhor, Jesus Cristo.

Tiatira
A cidade de Tiatira estava situada no caminho entre Pérgamo e Sardes. Atualmente, chama-se Akhisar (significa “castelo branco”), na Turquia.
Lídia, a primeira pessoa convertida por Paulo na Europa, era de Tiatira (Atos 16:14), mas não temos mais nenhuma informação sobre esta igreja. O que sabemos da igreja vem das referências no Apocalipse.
A cidade de Tiatira era conhecida pela produção de púrpura, uma tinta usada em tecidos (veja Atos 16:14), além de roupas, artigos de cerâmica, bronze, etc. Havia em Tiatira grupos organizados de artesãos e profissionais, semelhantes às associações profissionais de hoje, mas com elementos religiosos de influência pagã. Como as outras cidades da época, Tiatira teve seus templos e santuários religiosos, incluíndo templos aos falsos deuses Apolo, Tirimânios e Artemis (uma deusa chamada Diana pelos romanos – veja Atos 19:34) e um santuário a Sibila (orácula) Sambate. A importância de figuras femininas na cultura religiosa de Tiatira pode ter facilitado o trabalho de Jezabel, a mulher que seduzia os discípulos e incentivava a idolatria e a prostituição.

Éfeso
Éfeso foi uma das grandes cidades dos jônicos na Ásia Menor, situada no local onde o rio Cayster desagua no Egeu. Foi fundada por colonos provenientes principalmente de Atenas. Ciro, o Grande, incorporou a cidade ao império persa e Alexandre a libertou em 334 a.C.. Com o surgimento do cristianismo, Éfeso foi uma das primeiras cidades cuja pregação dos apóstolos alcançou.
Atualmente, pertence à Turquia.
Em Éfeso existia um dos maiores teatros do mundo, com capacidade para 25.000 espectadores de uma população total estimada em cerca de 400.000-500.000 habitantes. Era a quinta mais populosa cidade do império. Também em Éfeso surgiram as condições para uma mudança fundamental no pensamento do Ocidente, durante os séculos VII e VI a.C. Éfeso e Mileto, também na Ásia Menor, são berços da filosofia. Em 133 a.C. Éfeso foi declarada capital da província romana da Ásia, mas pesquisas arqueológicas revelam que Éfeso já se constituía em centro urbano antes de 1000 a.C., quando era ocupada pelos jônios.
Sua riqueza, contudo, não era apenas material. Nela se destacavam iniciativas culturais como escolas filosóficas; escola de magos e muitas manifestações religiosas, sendo a mais significativa em torno de Ártemis – a deusa do meio ambiente. É dedicado a Ártemis o maior templo nela encontrado por arqueólogos austríacos. Ao lado do templo de Ártemis, com 80 m de comprimento e 50 m de largura, foram encontrados suntuosos palácios romanos. Como é comum em praticamente todas as cidades ao redor do Mediterrâneo, também Éfeso acumulava em sua tradição traços religiosos orientais, egípcios, gregos, romanos e do judaísmo.
O antigo geógrafo Estrabão, que viveu de 64 a.C. a 25 d.C., descreveu-a como "o maior centro de comércio exterior que havia na "Ásia" (Geografia XII, 8 e 5). Os arqueólogos encontraram uma inscrição em pedra (talvez erigida por ordem do imperador), que premiava Éfeso como a "mais ilustre de todas as cidades" da Ásia. Sua população era, na sua maioria, constituída de pessoas razoavelmente ricas e bastante intelectualizadas.

Pérgamo
Pérgamo, hoje, Bergama, foi a maior cidade no oeste da Ásia Menor nos tempos do Novo Testamento. Está situada em um espaçoso vale, a 26 quilômetros do mar Egeu, naquilo que é hoje a Turquia. Séculos antes de Cristo, Pérgamo foi uma capital independente do império. Seus templos impressionantes, biblioteca e recursos médicos fizeram de Pérgamo um renomado centro cultural e político. No tempo em que o Apocalipse estava sendo escrito, Pérgamo tornou-se parte do império Romano, mas por causa da localização e importância, os Romanos usaram-na como centro administrativo da província da Ásia.
O teatro de Pérgamo foi entalhado numa encosta escarpada da acrópole, acima do vale. Tinha 80 fileiras de assentos e podia acomodar 10.000 pessoas para apresentações e concursos musicais.
Um santuário para o deus da cura Esculápio era localizado no subúrbio de Pérgamo, próximo a uma rua sagrada. Esse caminho sagrado vai da cidade ao santuário.
O santuário do Esculápio era um renomado centro médico. No início do quarto século a.C., pessoas vinham para Pérgamo procurando cura. As colunas da foto são parte da antiga estrutura do santuário. O santuário era mantido por um grupo de sacerdotes, junto com atendentes do templo, músicos e outras pessoas. No final do primeiro século, relatos de curas milagrosos aumentaram o número de pessoas que vinham a Pérgamo procurar cura. Décadas antes de o Apocalipse ser escrito, o santuário foi dramaticamente expandido para incluir colunas, um pequeno teatro e mais salas de tratamentos de pacientes. No segundo século, o médico Galeno começou sua prática cuidando de gladiadores em Pérgamo. Mais tarde ele se mudou para Roma e tornou-se o médico da corte do imperador Marco Aurélio.
Esculápio era o deus romano da medicina e da cura. Foi herdado diretamente da mitologia grega, na qual tinha as mesmas propriedades mas um nome sutilmente diferente: Asclepius (Asklepion - "cortar").

Filadélfia...

(Ver mais na Internet...)



Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 09/10/2006
Código do texto: T260006
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34686 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:59)
Euna Britto de Oliveira