Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reclusão

Não pergunte porque me calo
Tenho silêncios doloridos
Muito mais do que falo
Meus silêncios são vividos
Tenho asas perdidas nos ventos
No meu outono de recolhimento
A crepitar nos pensamentos
Na agonia de um momento
Sou um corpo em avaria
Que se debruça confuso
Como bicho recluso
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 19/06/2005
Código do texto: T26048

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55640 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:22)
Angélica Teresa Almstadter