Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Louco Homem

Um dia, quando tudo era apenas o começo, uma semente foi lançada
ao chão, e abaixo do chão,
onde o homem não enxergava,
não sentia,
não pisava.

Ninguém acreditava,
ninguém aceitava,
ninguém apostava naquele homem...
O  louco homem
que dizia a todos, que aquele pequeno grão,
a pequena  semente,
transformar-se-ia em uma bela e frondosa árvore
que com seus frutos alimentaria a todos permanentemente.

Mas como acreditar?
Nenhum homem era louco,
exceto o louco homem
que não cansava de falar
"A semente vai germinar
e do seu fruto vamos nos alimentar"!

Pobres homens loucos,
Sábio louco homem...
Não cansava, falava, insistia...
Mas de todos os homens loucos que conhecia
era o  louco homem que da vida mais sabia.

E acreditando no que falava
o louco homem pela vida caminhava.
E o tempo passava...
 A semente germinou
e o louco homem, que da semente tanto cuidou,
foi o primeiro que do seu fruto experimentou.

Os homens loucos então puderam ver
que o louco homem tinha razão...
A semente germinou,
a árvore cresceu,
e os seus frutos,
todos, homens loucos e o louco homem
puderam colher...

Por que tudo era apenas o começo,
uma semente foi lançada, ao chão, e abaixo do chão...
E os homens loucos agora acreditavam
que aquele pequeno grão,
aquela pequena semente,
Transformar-se-ia em uma bela e frondosa árvore
que com seus frutos alimentaria a todos permanentemente.
Aisha
Enviado por Aisha em 20/06/2005
Código do texto: T26123
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35174 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:42)
Aisha