Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Transgressão

No meio da noite escura e fria,
Vai o vento suave e constante,
Buscar da flor o aroma esfuziante,
O pedaço que lhe completa.

A parte que lhe falta ao todo,
Somente da flor ele pode sorver.
Mas no seu íntimo, sente doer,
Pois a outro arroja afiada seta.

Em seu arremate justo e certeiro,
O vento tira do real jardineiro
O aroma da pequena e doce flor.

E no regresso dessa viagem,
Em tempestade se torna a aragem,
Pelo crime cometido por amor.
Délcio Mores
Enviado por Délcio Mores em 20/06/2005
Reeditado em 20/06/2005
Código do texto: T26188
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Délcio Mores
Guarapuava - Paraná - Brasil, 51 anos
101 textos (11838 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:09)
Délcio Mores