Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Verdade


                                  Verdade







A particularidade dos caminhos que não levam a lado nenhum
É de serem os mais apetecíveis
Eu sigo por trilhos enigmáticos e brumosos
Acorrendo ao chamamento de vestais imaginárias
Ingenuamente hipnotizado persigo o canto das sereias
Há mitos que só o são por crédula conveniência.

Se finjo que acredito afundo-me no desencanto
As verdades da verdade de evidentes surgem-me estranhas
Se me esforço por confiar embaraçam-me as questões
Se prezo o raciocínio avolumam-se os vazios
O meu indigente pensamento é mendigo sem destino.

Se paro, se medito, se renego
Se vou aos repelões, crédulo ou insatisfeito
Algo no íntimo me adverte que indo por aqui ou por ali
Encontrarei sempre uma ravina
A lembrar-me que a verdade não é de per si um fim.




Moisés Salgado
alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 11/10/2006
Código do texto: T262057

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:06)
alestedoparaiso