Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema

Poema
maria da graça almeida
 
Poema-diário que conta da morte,
das dores, mazelas, dos dias sem fim...
Poema-retrato que fala da sorte,
bendiz as quimeras e coisas assim.
 
Poema-pedinte, orgulho  ferido,
poema-mendigo,  de fome carmim.
Poema-infante, de versos meninos,
poemas sofridos, pedaços  de mim.
maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 20/06/2005
Código do texto: T26352
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
248 textos (14811 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:15)
maria da graça almeida