Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERDE DOS MEUS AMORES.

Manoel Lúcio de Medeiros.

Como me deleito em te contemplar,
Tapete verde do meu verso,
Como é belo te olhar, cor de esperança!
Na terra, vida do universo!
Verde que cobre vales e montanhas,
Prados, cerrados, montes, horizontes!
Paraíso do reino vegetal! Verde natural!
Coroa de sombra, pasto do rural!

Tinta que descansa meus olhos,
E me enche de esperança e amor!
Que reverdece o planeta,
Em cada aurora que o sol vislumbra!
Verde que alimenta o ecossistema,
Verde que enriquece a digestão!
Verde que se transforma em cores,
Verde dos meus amores!

Verde que se transforma em flores!
No jardim de casa, e do coração!
Verde dos meus frutos,
Da minha canção!
Verde das minhas matas,
Verde das minhas paisagens,
Verde das minhas passagens!
Onde encontrei meu amor!


Direitoa autorais reservados.
Malume
Enviado por Malume em 13/10/2006
Código do texto: T263843
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16875 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:17)
Malume