Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ser poeta

Ser poeta é ser quase um mentiroso
Daqueles tão bons que a si mesmo engana
É possuir um dom misterioso
Que seduz irremediavelmente a quem ama

É viver intensamente a emoção
Sentir a dor até o limite suportável
É expor sem pudor o coração
E deixar-se captar o imponderável

É mover-se entre enredos verdadeiros
Fantasiosos, reais ou virtuais
Tecer cenários dando toques rotineiros
Onde atuam personagens imortais

Ser poeta é na verdade pretensão
É ato de criar-se, é ousadia
É mais que tudo ter a ilusão
De ser o artesão da poesia!





Priscila de Loureiro Coelho
Consultora de Desenvolvimento de Pessoas
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 20/06/2005
Código do texto: T26392
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215209 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:12)
Priscila de Loureiro Coelho