Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARSUPIAL

O poema tem forma
que deforma cada linha exposta
Nos mamilos da dor.
Escava a realidade do corpo
Dilacera o óbvio
Dança sobre a linha do equador.

O poema verdadeiro, ácido puro
Tem o véu das mentiras construído
No olhar lacrimoso da vida;
É preciso lê-lo, degustá-lo a cada vírgula
Para sentir o explendor das palavras
Rasgar todos os sonhos.

Líbidos poetas
Seres alternativos ser cárcere
Cuspam suas partículas,
Deixem os ex-líbris voarem ao vento
Para que a existência auroreal das flores
Perdidas naufraguem no teu infinitos ser.

Incendeie outro corpo que seja tua planície
de silêncio geográficos
rabisque outros caminhos
Construa outros moinhos
E tire de sua bolsa halos
Para um outro canto, outro enigma.

                              Edd Wilson
edd wilson
Enviado por edd wilson em 15/10/2006
Código do texto: T265153
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
edd wilson
Marituba - Pará - Brasil
42 textos (1309 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:34)
edd wilson