Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE VIDA E MORTE


Ia morrendo e, já, ia tarde,
O tal, do fulano, estrangeiro,
Nada na vida, ele fez de ligeiro,
Na vida tudo, ele fez sem alarde.

Valeu de aposta, uma ninharia,
Mas valeu mais que valia em verdade,
Nunca se o viu, nem jamais se o veria,
A demonstrar a menor vaidade.

Era daqueles, que se ninguém falasse,
Passava o tempo e nem era notado,
Aliás, e nem se o tempo parasse...

Alguém veria o pobre coitado,
Problema agora era quem o enterrasse,
Isso se a morte, tiver dele lembrado.


Gustavo Schramm
Enviado por Gustavo Schramm em 15/10/2006
Reeditado em 17/02/2007
Código do texto: T265372

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Schramm
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 36 anos
88 textos (4350 leituras)
7 áudios (676 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:28)
Gustavo Schramm