Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Jovem Rapariga

corro,
e imploro
ser louco,
para dela
entender.

uma hora
vira janelas,
outra,
dobra portas,
noutra,
grita efêmera
cadê meu
homem
de quatro
passos e duas
mentiras?

louca de amor
vive a a menina
largada à esmo
nas escadas
da paixão.

louca ficou,
de louco fico
eu.

de bom quero ser,
mas a dor
da pobre menina
é maior
do que a
uma flor
em véspera
de morte.

e ela achou
outra vida
enquanto lento
morro nessa
todo ferido.

mas
viver,
ela não viveu não!

morreu querida,
nas escadarias
das flores
mais feridas !
 

José Kappel
Enviado por José Kappel em 16/10/2006
Reeditado em 16/10/2006
Código do texto: T265894
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:44)
José Kappel