Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esmeralda a Cigana Proibida

Bela cigana dançando en frente a fogueira
Saia rendada, cintilante, rodopia festeira,
Dança e todos os ciganos aplaudem contentes,
Ela sorri, mostrando um sorrido entre dentes...

Na alma, no coração, carrega uma saudade...
Se os deuses ouvissem seu grito apaixonado
E trouxessem pra ela o amado distante
Seria fácil dançar e sorrir de felicidade...

Nos olhos brilhantes, uma lágrima
Teima em cair, ela dança sensualmente...
Diverte-se, desfaz dos seus pretendentes,
Que nenhum ouse beijá-la, seria imprudente...

Ninguém consegue arrancar do seu peito
Esse amor, vigoroso, raro, ardente, tão quente...
Todos ciganos sonham ganhar seu coração,
Mas essa cigana alegre, não é gente ....

Apenas um rastro desse amor que carrega
Trancafiado a sete chaves, esse homem
Que todas as noites sonha e em delírio de amor,
Viaja para seus braços qual um condor...
 
Dançando se entrega em louca paixão,
Leve como uma pluma, manhosa, selvagem...
Boca carmim como pedindo um beijo...
Dança, zomba de seu próprio amor e desejo...

Paixão, calafrio, frenesi é o que ela quer
Entregar corpo e alma, tudo que ele quiser...
Todos vibram com sua dança, ela sorri com desdém..
Só com esse amor Carmem existe,
Só com ele mulher!
Mary Trujillo
Mary Trujillo
Enviado por Mary Trujillo em 21/06/2005
Reeditado em 07/03/2011
Código do texto: T26600

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mary Trujillo
São Paulo - São Paulo - Brasil
387 textos (25775 leituras)
41 áudios (1840 audições)
8 e-livros (1171 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:40)
Mary Trujillo