Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Horas da eternidade


 
No vão dos tempos
Por uma brecha escapa a eternidade
Que explode na imensidão do vácuo
Criando a sugestão da idade
 
Viceja a vida sem ter medida
Esparramada pela falta de limite
E embora mova a energia contida
Manifesta-se como o destino lhe permite
 
Na intensidade e em sua infinitude
Borda e tece a temporalidade
Criando a ilusão da juventude
Mito que castiga sem piedade
 
Assim enlaça a humanidade
Num limbo silencioso e aterrador
Enquanto as horas da eternidade
Escoam pelas dobras do amor.
 

 
 
 

Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 16/10/2006
Código do texto: T266081
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215215 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:25)
Priscila de Loureiro Coelho