Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Planeta azul

De um sono intenso acordei, mergulhei
No amor sagaz, quem sabe, talvez...
Nele surgi, desenvolvi, adormeci e acordei,
Opus demais, por isso muito chorei.
 
Enquanto lá fora a vida seguia naturalmente,
Na malicia, na rebeldia eu via desencanto,
Mas você já andava pelo planeta azul...
Fugindo da lida, descrente dos encantos...
 
A vida para mim era brincadeira, divertimento...
A sua era falsidade, acordo já pensado...
De tarde eu vestia de anjo, uniforme doirado
E você de dama da noite, roupa estampada.
 
Depois de crescido, pude me acertar,
Andei por tantos caminhos de desenganos...
Sua vida já era árvore centenária...
Pé firme no chão, coração doce amando.
 
Os tombos da vida me trouxeram desgosto...
O coração não queria mais amar outra vez...
Um amor traquina travado ao ordeiro
Destino que fez de mim outra vez menino...
 
Minha alma presa foi a sua também se prender...
O encanto de suas palavras, vinha para permanecer,
A lua meiga subiu no sol quente...
E a estrela cadente, pôs-se a brilhar...
 
Já não havia tempo ido, só amor bandido...
Dois corações, duas almas perdidas,
Dois seres queridos, presos colados...
Bocas encostadas, um corpo só!...
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 17/10/2006
Reeditado em 28/10/2006
Código do texto: T266460
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3129 textos (79579 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 23:56)
R J Cardoso