Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Terra Firme

Gosto agora assim:
Andorinha plantando capim...
Sobre a terra molhada
Não precisa de mais nada para voar
Subira alto demais!
Suas asas ficaram cansadas
Segurando lanterna...
Revezando - enquanto uma asa voava
A outra ficava segurando...
Luz azulada, prateada queimando
Agora não precisava mais do artifício da lua
Resolvera ficar em terra firme
Às vezes, aparecia um monte branco
Com lindos sonhos, que perdurarão além de si...
Outras vezes, nuvens negras - não de fome
Aparecem chaminés na ternura de um fogo aceso
Andorinha, não pode mais voar!
Aprendera  a mirar a natureza
Na sutileza de uma pedra
Sons de trovões, não assustam mais
Lindas melodias acalmando seus receios.
Atravessa o rio bravo, serenamente...
Como se acariciasse seus olhos
Por um lago
Andorinha venceu!
Compreendeu que o céu era ilimitado para ser seu
A terra, não
Era demarcada e poderia correr, correr
Ao encontro de ser
Encostar-se às açucenas e tirar das suas folhas
Enfeites de pena.
Sem holofotes, sem velas
Caminhava brandamente
Ao encontro do sol
Verônica Aroucha
Enviado por Verônica Aroucha em 21/06/2005
Código do texto: T26679

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Verônica Aroucha
Recife - Pernambuco - Brasil
122 textos (7752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:37)
Verônica Aroucha