Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E a insônia vira poesia

Idéias, frustrações, amores.
Papel, caneta, computador:
dedos, mãos a obra!

Mundos e mais fundos
inacabados, descartados
no papel; preto no branco.

Real no imaginário, fantasias.
Máscaras, narizes; carne e osso.
Alma, calma, só às vezes.

Às vezes, que pena.
Que isso! é só insônia
virando poesia.
melão
Enviado por melão em 19/10/2006
Código do texto: T267936
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
melão
São Paulo - São Paulo - Brasil, 27 anos
119 textos (4653 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 13:01)
melão