Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arroz Agulha!

Guarda-chuva na cabeça, uma espetada,
A melhor carne embarcada de primeira classe,
O que sobra são velhas vacas puídas,
Com toda a água que vai a mais na cerveja,
Madeira nas pernas até ficar bem roto,
Pano que fere, celulose no ar, mira sisal,
Salitre até as tampas no vidro cínico,
Miúda fruta que mal refresca a voz,
Contaminados por vitamínicos alienígenas,
Tanto que chora a floresta & o índio,
Amoras platônicas, pêssegos incandescentes,
Tudo esticado & grande na nova geração,
Pão com os dias contados, leve peso,
A mão sagaz que empalidece a vontade,
Comendo vidro ou chupando pedra d’água,
Conta-gotas sistêmico para enlatados,
Abacate queimando gorduras poli-saturadas,
Business to business, all right baby,
Como todo frango que voa na contra-mão!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 19/10/2006
Reeditado em 19/10/2006
Código do texto: T268084
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:00)
Peixão