Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHACINA CRISTÃ ANTICRISTÃ

reza a lenda que fui morto por um certo zé
um jão um mané um soldado fulano-de-tal
quarenta dias depois do carnaval

conheci o ódio o escárnio
a vingança e a ignorância
a inveja a ironia
mas agora jazem mais de dois mil anos
e ninguém notou alguma diferença

olho o espelho e vejo as rugas do tempo
nas molduras carcomidas de meu rosto
(mas ninguém sequer sentiu alguma diferença)

(então resolvi ressucitar)
passei um wellaton nos cabelos
aparei minha barba com um philishave que
ganhei no meu aniversário
fiz as unhas e escovei os dentes
vesti meu jeans surrado
meu blusão de couro
(decorei meu discurso rapper´n´roll)

acho que quase tenho a certeza
que vou morrer aos trinta e três
dessa vez, com três tiros de tresoitão
Escobar Franelas
Enviado por Escobar Franelas em 19/10/2006
Reeditado em 09/11/2014
Código do texto: T268222
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Escobar Franelas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 48 anos
871 textos (104397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:27)
Escobar Franelas