Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PASSAGEIRA DO TEMPO

Deambulo no silêncio destes caminhos sem fim,
na floresta dos nossos amanheceres, dos nossos entardeceres,
dos nossos anoiteceres... onde te espero encontrar...
Sim...naquele mesmo lugar onde te vi chegar...
onde o verbo conjugado foi simplesmente...
Amar...amar...amar!
 
Agora, os olhares da aurora derramam pérolas de saudade,
que escorrem pelas pálpebras da minha ansiedade...
elas soltam-se no horizonte, na esperança
 de as sentires no coração da lua.
 
Observa o firmamento, não vês os cristais do meu olhar
reflectidos no luar?
 
Secretos sussurros pressentem-se nas brisas aveludadas,
são as  melodias das nossas memórias encantadas,
entoadas nas lembranças das nossas emoções sagradas,
reencontradas... bailando no esplendor
das nossas almas enamoradas.
 
Cala a tua voz!...Não ouves o gorjeio das aves
que me levam nas suas canções?
 
E neste recanto do paraíso, envolto de tuas doces fragrâncias,
onde me adornaste a essência
com as mais belas flores do teu amor...
encontro o suave aconchego para a minha triste solidão.
 
Aqui permanecerei...aqui adormecerei...aqui sonharei sem dor
e quando o murmúrio das estrelas me despertar docemente,
anunciando o iluminado sorriso da tua chegada,
dar-te-ei a flor mais perfumada da minha amorosa alma...
 beijarei com amor tua divina presença...eternamente!
 
Fanny Estrela
Enviado por Fanny Estrela em 22/06/2005
Código do texto: T26830

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fanny Estrela
Portugal
230 textos (6828 leituras)
1 e-livros (100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:53)
Fanny Estrela