Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TO U, "J"

ALFORRIA

Eu não prevejo o futuro,
não sei viver de passado,
o adiante é um túnel escuro,
o foi-se é um grito engasgado.
Você fala do que vem,
do que espera-se que seja
e tudo o que a gente tem
é um talvez venha de bandeja.
Aí olho e te digo,
que sem dúvida nenhuma,
vou precisar de ajuda,
do teu jeito muito amigo,
pra evitar que eu fuja,
que busque um esconderijo. 
Me ajuda esquecer de mim,
aquela que dia fui,
que viveu toda certa,
que não viveu porque doía,
da praia que não visitamos,
porque a coragem era pouca,
das afinidades que adormeceram,
porque me faltou ousadia.
Agora que cresce um tanto,
tanto e mais a cada dia,
essa amizade toda,
afinidade e parceria,
aquela outra, garoto,
já bota as unhas de fora,
ameaçando correria.
Vou precisar de ajuda:
pra deletar da memória
aquela que não vivia,
que não arriscava nada,
vou precisar de alforria.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 19/10/2006
Código do texto: T268403

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154012 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:47)
Débora Denadai