Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Idéias

Uma idéia nasce como um choque no fio
Desencapado onde se refaz pensamento
Brotando como se fosse uma bolha em formação

Uma superfície onde está à imagem refletida
Uma vírgula para o recomeço de uma frase.
Folhas caem como uma chuva de prata do céu
Um aluno digere uma lição escrevendo no papel

Onde fica guardada a iniciação de um olhar distante
De um astro decompondo e interferindo-se numa
Idéia verdadeira. Uma habitação que a jovem acolhe
Sem saber controlar amores transtornados vindo
Na poesia do poeta apaixonado

Onde se identifica riqueza de sonhos do passado
Dois corpos desfigurados caminhando lado a lado
Um homem prega com um martelo a tabua da salvação
Sobre a ponte onde passam caminhões superlotados

Onde houver um lago e gigantescas ondas se batendo
Há de perceber que ali não existe mar, mas avenida...
Carente de um olhar entre uma figura e outra

Libido é desejo sensual, osso terno de uma ave...
Cantando e sonhando sobre as folhas que caem
E um benfeitor respira livre num coração abarrotado
Onde já não vale a iniqüidade depois de sangrado
Parte da mão unindo os retalhos uma à outra

Purificando os restos de uma campânula feita de gotas.
Um caminhar prazeroso onde vive um pássaro e de onde
Pode se ver uma laje que é o solo de um pavimento ou sótão
Num doce pêndulo flutua um sininho dentro no qual vibra o amor.

R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 19/10/2006
Reeditado em 29/10/2006
Código do texto: T268407
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3128 textos (79567 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:08)
R J Cardoso