Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Emaranhados, ligados, complexos: sempre os mesmos: repetidos: aracnídeos

O homem que pulou da ponte é o mesmo homem que um dia vi sair do cinema.
Nem eu nem ele sequer imaginávamos que um dia seríamos carne e osso de um mesmo poema.

A angústia nasceu como um linho fino.
Tecendo, crescendo e se expandindo: aracnídia.
Maquinando em músculos e descompassos futuros nichos.
Saltando de uma ponte sobre um rio,
Que sem saber que é rio de uma desgraça
lambe manso e sorridente os jardins de um novo magnata.
Sérgio Caldeira
Enviado por Sérgio Caldeira em 23/12/2010
Reeditado em 28/12/2010
Código do texto: T2687168

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Caldeira
Itapecerica da Serra - São Paulo - Brasil
89 textos (6835 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/17 23:49)
Sérgio Caldeira