Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Liberdade?



Segue ao sabor da vontade
O desejo que aflorar
Nada há o que a segure
Esgota-se na simplicidade
Natural do desejar
Deixando que se perpetue

Segue o impulso de ser
Com muita naturalidade
Dando ao instinto vazão
Tudo gira entre o querer
Em legítima espontaneidade
No espaço da paixão

E no vão da mocidade
Na brecha que não tem idade
Uma explosão de vigor
Não se conhece a maldade
Porque vida é liberdade
E a liberdade é amor













Priscila de Loureiro Coelho
Consultora de Desenvolvimento de Pessoas
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 22/06/2005
Código do texto: T26875
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215245 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:23)
Priscila de Loureiro Coelho