Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRISIONEIRO

Prisioneiro ficaste
em teu próprio casulo.

Os fios de seda
que um a um fiaste
parecem-te de ferro
como as grades de uma jaula.
Tu és a fera
que julga sempre fraca
a sua força.

Quando será o dia
em que para além do sonho
e da latência amorfa e inibida
reviverás liberto
em borboleta alada e leve
sem rumo certo mas amando a vida
espreguiçando-te
ao sorvê-la gota a gota?


Leiria, Portugal
Orlando Caetano
Enviado por Orlando Caetano em 20/10/2006
Código do texto: T268899

Áudio
PRISIONEIRO - Orlando Caetano
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Orlando Caetano
Portugal
172 textos (15679 leituras)
26 áudios (2932 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:24)
Orlando Caetano